É do conhecimento de todos que o Brasil passa por uma forte crise econômica (afinal, estamos sentindo na pele as duras consequências, não é mesmo?). O poder de compra diminuiu, empresas repensam futuros investimentos, o governo atual vive assombrado por uma crescente impopularidade e, para piorar o cenário, os escândalos de corrupção mancham a imagem do país perante o mercado internacional. Concluindo, o Brasil está sem credibilidade.

 

Com isso, as empresas ficam temerosas em realizar investimentos, passam a analisar o quadro de colaboradores, iniciam um trabalho de redução de custos em todos os níveis e o medo de ser demito começa a assolar todo corpo de funcionários.

 

O que fazer?

 

Ao se deparar com esta dura realidade é comum e natural que qualquer empresário ou funcionário se desespere. Mesmo com todos os indícios de “longos dias com dilúvios”, o melhor é contar de um até dez e pensar: O que posso fazer para resistir a tanta pressão?

 

Especialistas em RH afirmam que conseguirá “sobreviver” quem se portar de forma estratégica, entendendo que é hora de trabalhar apresentando alternativas que diminuam os gastos e aumentem a produtividade. Em tempos de crise, se destaca quem veste a camisa e apresenta bons resultados gastando menos.

 

O “pulo do gato” das empresas

 

Para as empresas o maior desafio é manter o time motivado. Neste caso, é aconselhável que se trabalhe com transparência. O colaborador precisa saber e entender que é necessário “enxugar”. É hora de chamá-lo para guerra! Através de reuniões, ações motivacionais e de pertencimento o funcionário se sentirá parte do negócio, tomará propriedade das metas e lutará com mais determinação. Seguem algumas dicas:

 

Reuniões – Ouça o seu colaborador! Grandes ideias e importantes saídas podem ser apresentadas por quem você menos imagina. O brainstorming é fundamental!

 

Comemore as conquistas com o time – Apresente as economias feitas, os bons resultados (principalmente se a ideia partiu de um colaborador), mostre para o seu colaborador que a empresa está lutando para passar pelo período difícil.

Explore os talentos – Faça o colaborador refletir sobre os seus pontos fortes, levando-o a utilizar a favor da empresa.

 

Estimule o trabalho em equipe – Conscientize que só um time unido e preparado consegue vencer a partida. Estimule os seus funcionários a trabalharem cada vez mais em conjunto!

 

Colaboradores: É hora de destacar!

 

Mesmo com o clima tenso no ar e o fantasma da demissão assombrando os setores, é possível transformar a “turbulência” em oportunidades, sabia? É hora de você mostrar que é uma peça fundamental dojogo! Veja só:

 

Pesquise alternativas – Repassar aos gestores possíveis estratégias e soluções mostra engajamento e comprometimento.

 

Inove sempre – Não tenha medo de inovar! Se você acha que a sua ideia poderá ajudar, apresente!

 

Coloque-se a disposição – Reforce para a empresa que é possível passar pela crise com o seu apoio.

 

Cole em quem sabe mais – Profissionais experientes, com mais tempo de casa sempre podem dar dicas e passar conhecimentos sobre os processos e a empresa.  Com eles, você irá se desenvolver ainda mais.

 

Seja proativo – Mostre que você está disposto a ajudar e procure ir mais além das suas atividades (sem passar por cima de ninguém).

 

No mais, para empresas e funcionários o essencial agora é manter a calma e trabalhar com foco. O momento nos exige mais produtividade, mas devemos entregar os resultados com qualidade e responsabilidade. Esta não é a primeira crise que o Brasil enfrenta, por isso, é necessário paciência para enfrentá-la. Lembre-se que muitas empresas fazem dos momentos difíceis grandes escolas para crescer e prosperar.

 

Vamos à luta!!